segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Escravidão por História e Cultura afro-brasileira


É lugar-comum pensar na Abolição da Escravatura no Brasil como uma cena de novela: no palácio real, uma princesa, pressionada por abolicionistas brancos, assina o documento de libertação e, no dia seguinte, uma massa de ex-escravos negros saem felizes de suas fazendas em direção às cidades, cruzando no caminho com os trabalhadores europeus que vieram ocupar seus espaços no campo. O processo que levou ao fim da escravidão no Brasil, em 1888, no entanto, começou nas primeiras décadas do século XIX e contou com uma gama de atores diversos. Os negros, comumente retratados como agentes passivos deste processo, pelo contrário, contribuíram ativamente durante décadas para que um novo capítulo na História do Brasil fosse escrito e, mesmo antes da assinatura da Lei Áurea, muitos conseguiram se libertar de seus senhores. Se, para muitos, essas informações são novidades, isso resulta da forma como o tema foi constantemente ensinado e divulgado . Há pouco mais de quatro décadas, pesquisadores como Florestan Fernandes (sociólogo e político brasileiro) passaram a revisar esse período, tentado resgatar detalhes de como o processo que culminou no fim da escravidão no Brasil realmente aconteceu.
https://www.facebook.com/historiaeCulturaAfroBrasileira

Nenhum comentário:

Postar um comentário