domingo, 3 de março de 2013

Folha Online - Ilustrada - Jorge Lafond estava em depressão e com problemas renais - 11/01/2003


POR: Neusa De Faria Santos




Sei que a noticia é velha, mas sei que muitos não sabem dela ainda.

Há exatos 10 anos, no dia 10 de novembro de 2002, o humorista Jorge Lafond foi convidado a participar do quadro “Homens x Mulheres” no programa Domingo Legal, no SBT. Caracterizado de Vera Verão, Lafond integrava o lado feminino da disputa e foi retirado do palco após um pedido do padre Marcelo Rossi, que se apresentaria dali a alguns minutos. Enquanto aguardava consternado nos bastidores, a produção solicitou insistentemente que ele retornasse logo após a apresentação do padre. Porém, constrangido e amargurado com a situação, ele não voltou. Lafond entrou em depressão após o episódio e no dia 17 de novembro de 2002, uma semana depois do incidente, foi internado em estado grave, com problemas cardíacos. "Ele não teve como reagir a esta agressão e durante toda a semana ficou cabisbaixo e pensativo", disse o seu empresário, Marcelo Padilha, o que teria, acredita ele, culminado no mal-estar sentido por Lafond no domingo. Num primeiro momento, os médicos diagnosticaram uma crise hipertensiva. Depois deste dia, diversas foram suas internações no hospital, sendo a última em 28 de dezembro de 2002, quando seu problema de saúde se agravou com uma crise renal, levando-o à morte.

A intolerância não é uma questão sequer a ser pensada ou repensada. É para ser abolida do meio da sociedade. A atitude preconceituosa e irresponsável de um padre causou muito mal e pode ter contribuído para a morte de uma pessoa que ganhava a vida honestamente fazendo as pessoas rirem. O mesmo padre que hoje fatura milhões vendendo livros e CD’s com o título “Ágape”, que significa amor incondicional, que não discrimina e não tem pré-condição. Até quando vamos tolerar tamanha leviandade e desrespeito ao ser humano?

Para pensar.



Folha Online - Ilustrada - Jorge Lafond estava em depressão e com problemas renais - 11/01/2003

Nenhum comentário:

Postar um comentário