terça-feira, 2 de abril de 2013

Golpe de 64: Forças reacionárias perdem a batalha final pela memória | Jornal Correio do Brasil


As forças reacionárias que patrocinaram a queda do governo democrático de João Goulart, em 1964, e a ditadura nas duas décadas seguintes perderam, nestas últimas 24 horas, a batalha decisiva pela memória popular no Brasil e, com isso, a trincheira mais importante da ultradireita junto à opinião pública. Desarticulados por uma série de vitórias, nas urnas, das frentes libertárias que conduziram a política nacional na última década, os integrantes da extrema-direita vêem, agora, os dias 31 de março e 1º de abril deixarem de ser a data da “revolução” para se transformar no marco do golpe militar


Golpe de 64: Forças reacionárias perdem a batalha final pela memória | Jornal Correio do Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário